Detran transferência, leilão, emplacamento

Perguntas e respostas sobre Detran transferência, leilão, emplacamento. De quais documentos eu preciso para transferir um veículo? Quanto custa o serviço de transferência? Onde eu posso fazer a transferência do veículo?

Página Inicial

De quais documentos eu preciso para transferir um veículo?

Para dar entrada na transferência, o comprador precisa do CRV (Certificado de Registro de Veículo) assinado pelo vendedor e com firma reconhecida em cartório, RG ou CNH, CPF, comprovante de residência, laudo de vistoria feita pelo DENTRAN do estado ou empresa credenciada e comprovante de pagamento das taxas referentes à transferência. Os documentos do comprador precisam ser apresentados em sua forma original e também em cópia simples.

Quanto custa o serviço de transferência?

Os valores de transferência variam de estado para estado. Em São Paulo, por exemplo, custa R$ 181,34 caso o licenciamento do ano em curso tenha sido realizado ou R$ 261,41 se ele ainda não tiver sido realizado. Consulte o site do Detran do seu Estado para saber o valor específico.

Onde eu posso fazer a transferência do veículo?

Junto ao Detran, aos postos de atendimento avançados do departamento ou à representação da entidade em sua cidade (Ciretran). Em alguns Estados é requerido cadastro prévio no site da instituição para prosseguir com o processo de transferência. O Detran estipula que o comprador tem até 30 dias a partir da data de assinatura do CRV para completar o processo de transferência do veículo. Se esse período for ultrapassado paga-se uma multa de R$ 127,69 com classificação grave, o que implica na computação de cinco pontos na CNH do comprador.

Como funciona um leilão de carros apreendidos pelo Detran?

Pelo menos uma vez ao ano acontece uma modalidade de venda muito conveniente para quem deseja adquirir um veículo usado, sem gastar muito: o leilão de carros apreendidos. Essa alienação de automóveis é organizada pelos postos regionais do DETRAN, em dias e horários previamente agendados e recebe razoável publicidade, tanto em jornais e rádio quanto na Internet.

Como retirar o carro adquirido em leilão?

A retirada do carro adquirido em leilão é autorizada após a compensação total do valor de arrematação, até a data agendada após o ato. Assim, os compradores têm até 30 dias para retirar o bem arrematado do local onde segue guardado pelo órgão público. Passados cinco dias após o término do leilão, os adquirentes ficam sujeitos ao pagamento de multa correspondente a 2% sobre o valor do veículo por cada dia de atraso na retirada.
As informações sobre os processos de regularização dos documentos do veículo leiloado poderão ser facilmente checadas nos portais do DETRAN regional ou com as autoridades presentes no dia do leilão.

Preciso contratar um despachante para emplacar meu carro?

Não. Para começar o processo no Detran é necessário que o próprio dono do veículo seja o solicitante ou uma pessoa em posse de uma procuração com firma reconhecida em cartório.
Feito isso é necessário levar 6 documentos para dar início: original e cópia do RG, CPF e CNH, cópia do comprovante de residência (emitido nos últimos 3 meses), 1ª via original da nota fiscal da concessionária com o decalque do chassi e se o carro for financiado é necessário levar também o contrato original mais uma cópia assinada por todas as partes.

Quanto tempo eu tenho para emplacar o carro?

Pelo Código Brasileiro de Trânsito é permitido circular com o veículo sem placa apenas do local da compra do veículo para o local de emplacamento. E isso apenas no período de até 15 dias (contados a partir da data de emissão da nota fiscal). Depois desse prazo a ausência de identificação é considerada infração gravíssima com multa de R$ 191,54 mais apreensão do veículo.



 

Veja também

 


© 2017   |   FAQ: Perguntas e Respostas Frequentes