Turma da Mônica. Como surgiu, personagens e marca

Perguntas e respostas sobre Turma da Mônica. Como surgiu, personagens, como a turma se tornou uma marca? Veja a nossa FAQ que explica e responde a essas perguntas.

Página Inicial

Dentre as histórias em quadrinho produzidas no Brasil, as da Turma da Mônica são as mais publicadas. Saiba agora como ela surgiu e outros detalhes a respeito.

Como surgiu a Turma da Mônica?

O grande responsável foi Maurício de Sousa, que trabalhava no jornal Folha da Manhã quando, em 1959, decidiu entrar para o mundo dos quadrinhos. Os primeiros personagens que ele criou foi o cãozinho Bidu e o cientista Franjinha, inclusive, os dois eram inspirados na infância de Maurício. Em 1960, a revista infantil Zaz Traz começou a publicar as histórias. Logo depois, a editora Continental lançou um gibi chamado Bidu e logo em seguida cancelou.

A Mônica só foi criada em 1963, depois de reclamações sobre a falta de personagens femininas. Maurício voltou a ganhar uma revista própria em 1970 e anos depois surgiram os Estúdios Mauricio de Sousa, espaço que reunia uma equipe de roteiristas para dar conta da demanda que não parava de crescer.

Quais são os personagens?

O conjunto de personagens é subdividido em várias turmas menores. Da turma principal, fazem parte a Mônica, Cebolinha, Magali e Cascão como principais, além dos secundários, como Xaveco, Franjinha, Zé Luís, Anjinho, Dudu, Marina, Do Contra e outros.

A turma do Chico Bento é a que vive na Vila Abobrinha, cidade fictícia no interior de São Paulo. O próprio Chico Bento é o protagonista, que convive com Zé Lelé, Rosinha, professora Marocas, Padre Lino e Nhô Lau, que são os que mais aparecem.

Existe ainda a Turma do Bidu, do Horácio, do Penadinho, Tina, Piteco, Turma da Mata, do Astronauta, Papa-Capim e do Ronaldinho Gaúcho.

Como a turma se tornou uma marca?

Hoje em dia, o licenciamento de produtos infantis, de higiene, petiscos para animais e até alimentícios é uma das fontes de faturamento da empresa de Maurício de Sousa. Isso se tornou possível pela fama e boa aceitação que os quadrinhos tiveram.

Entre a década de 70 e 80, uma propaganda de televisão de um extrato de tomate era encenada pela Mônica e o elefante Jotalhão. Foi um sucesso que impulsionou a produção de animações e a própria publicidade.



 

Veja também

 


© 2017   |   FAQ: Perguntas e Respostas Frequentes